Cuide da Saúde

Doença Carotídea Extracraniana


 As artérias transportam o sangue rico em oxigênio do coração para todas as partes do corpo humano.

 
 
As artérias carótidas são as responsáveis pela condução do sangue do coração, através do pescoço, parao o cérebro.
As artérias sadias não apresentam obstrução e permitem fluxo adequado de sangue para o cérebro, fornecendo oxigênio e nutrientes para o bom funcionamento das células cerebrais.
 
 
Conforme ocorre o envelhecimento, as carótidas podem sofrer o processo da Aterosclerose, que consiste em doença crônica e inflamatória da parede das artérias, com formação de placas de gordura que gradativamente causam obstrução ao fluxo sangüíneo. Existem outros fatores de risco que aumentam a chance de ocorrer um acidente vascular cerebral: idade avançada, hipertensão arterial, diabetes, tabagismo, altos níveis sangüíneos de colesterol, obesidade, sedentarismo e história familiar de aterosclerose.
 
 
Quando ocorre progressão da placa, pode ocorrer obstrução das carótidas e limitação do fluxo adequado para o cérebro.
O Acidente Vascular Cerebral (AVC) pode ocorrer em decorrência da obstrução do fluxo cerebral ou quando pequenos fragmentos se desprendem da placa e obstruem as artérias dentro do cérebro. A gravidade do AVC pode variar desde déficits leves até quadros graves que levam o paciente ao óbito.
 
 
Nos estágios iniciais da doença das artérias carótidas podem não ocorrer sintomas, e em parte dos pacientes o AVC é a primeira apresentação. Porém, ocorrem freqüentemente manifestações prévias a um acidente vascular cerebral. São os chamados Ataques Isquêmicos Transitórios, cujos sinais e sintomas duram de poucos minutos a algumas horas, com recuperação completa antes de 24 horas.
 
 
Devem ser encarados como eventos graves que necessitam investigação e tratamento adequado para evitar um acidente vascular cerebral definitivo.
 
 
São sintomas de AVC: fraqueza ou dormência em um lado do corpo, incapacidade de controlar os movimentos de parte do corpo, perda súbita da visão em um olho ou visão turva súbita em um olho, dificuldade para falar ou compreender o que os outros estão dizendo, tonturas e confusão mental.
 
 
A doença das artérias carótidas é doença que pode ser tratada e o seu tratamento previne complicações graves como o acidente vascular cerebral.
 
 
Pessoas com mais de 60 anos e fatores de risco devem ser avaliadas por um Cirurgião Vascular para rastreamento, orientações e tratamento da doença das artérias carótidas.
 
Para mais informações, entre em contato e tire suas dúvidas clicando aqui.
Voltar

Cadastre-se e receba nossa newsletter