Códigos Google Analytics Varizes Londrina - Varizes PR - Dr Felipe Coelho - Cuide da Saúde

Cuide da Saúde

Varizes de Membros Inferiores


 1. O que são varizes?

2. Por que as varizes são mais freqüentes nas pernas do que em outras partes do corpo?
3. Quais são as causas mais comuns das varizes dos membros inferiores?
4. O que a pessoa com varizes sente?
5. Qual o tratamento das varizes?
 
O que são varizes?
 
São veias que gradativamente tornaram-se dilatadas, alongadas e tortuosas, de cor azulada ou esverdeada, que aparecem geralmente nas pernas. Em alguns casos, as varizes incomodam apenas pelo aspecto estético, mas algumas pessoas podem experimentar sintomas como dor, peso e cansaço nas pernas, principalmente no fim do dia, nos períodos mais quentes do ano e para as mulheres durante o período menstrual. Podem ainda ocorrer complicações mais sérias nos casos mais graves.
Por que as varizes são mais freqüentes nas pernas do que em outras partes do corpo?
A circulação do sangue começa no coração, de onde parte o sangue rico em oxigênio pelas artérias e é distribuído para todo o corpo. As veias têm a função de trazer o sangue agora pobbre em oxigênio e rico em gás carbônico de volta para o coração, para que ele seja encaminhado aos pulmões para ser oxigenado e assim retornar ao coração para iniciar um novo ciclo cardíaco. As veias funcionam contra a gravidade, e para vencer essa resistência, elas são providas de válvulas que impedem o retorno, ou refluxo do sangue. Com auxílio da contração dos músculos da panturrilha, o sangue é ejetado em direção ao coração. Quando as válvulas venosas não conseguem desempenhar a sua função, o sangue tende a refluir e dilatar as veias abaixo desta válvula incompetente e dessa forma, aparecem as varizes.
 
Quais são as causas mais comuns das varizes dos membros inferiores?
São vários fatores que favorecem a formação de varizes, sendo a hereditariedade, ou seja, o fator genético, o mais importante. O sexo feminino é mais acometido por varizes, assim como as pessoas com obesidade ou sedentárias, pessoas que passam muito tempo em pé ou sentadas, o período da gestação para as mulheres e o uso de hormônios (anticoncepcionais e reposição hormonal). Todos esses fatores, quando associados à característica genética, favorecem a formação de varizes.
 
O que a pessoa com varizes sente?
 
Além do desconforto estético, a pessoa com varizes pode experimentar dores, sensação de peso e cansaço nas pernas. Outros podem queixar de inchaço nos tornozelos ao final do dia. Nas mulheres, as queixas podem ser exacerbadas durante o período menstrual. Nos casos mais graves, podem ocorrer alterações na coloração da pele, a pele pode se tornar mais escura e espessa, com facilidade para machucar e propensão a  infecções (conhecida como erisipela). Nos casos graves, as ulcerações de difícil cicatrização são as complicações mais temidas.
 
Qual o tratamento das varizes?
 
Varizes superficiais podem ser facilmente reconhecidas observando-se a pessoa em pé. O tratamento mais comum é a remoção cirúrgica das veias comprometidas. O cirurgião faz diversas microincisões, retira as varizes e protege a(s) perna(s) com bandagens. O procedimento cirúrgico é rápido, o tempo de hospitalização é curto e a recuperação em casa pode durar desde alguns dias até algumas semanas. 
Nos casos de microvarizes superficiais, é possível injetar substâncias para destruir as microvarizes a fim de que não mais conduzam sangue. Esse procedimento não é indicado para o tratamento de varizes maiores nem para aquelas localizadas em veias profundas.
Seja qual for o tratamento adotado, é recomendável caminhar precocemente para estimular a circulação do sangue e o crescimento de novos vasos saudáveis.
 
 Cirurgia de Varizes - A cirurgia de varizes, tanto as grandes como as pequenas (microvarizes), são realizadas em ambiente hospitalar e obedecem às mesmas regras de segurança de qualquer outra cirurgia. Método convencional, a cirurgia é feita com micro-agulhas que removem as varizes e a recuperação pode ser entre 5 e 7 dias.
Anestesia - A cirurgia pode ser feita com anestesia local ou bloqueio espinhal, dependendo do porte da cirurgia.
 
Recuperação da cirurgia em  3 a 7 dias:
 
A paciente recebe alta no mesmo dia ou no seguinte, dependendo do porte da cirurgia. Após a cirurgia deve-se usar meias elásticas prescritas pelo Cirurgião Vascular e seguir as orientações específicas. Depois de realizar o procedimento cirúrgico, seguir corretamente os cuidados pós-operatórios assegura um resultado satisfatório. O retorno à atividade normal diária ocorre muito rapidamente.
 
O Acompanhamento:
 
No pós-operatório,deve-se retornar ao consultório médico na 1ª semana e após 1 mês da cirurgia para que o especialista possa avaliar os resultados da cirurgia. Depois o retorno deve ser ao menos 2 vezes por ano para que possa ser realizada a avaliação e as orientações sobre a  prevenção contra as varizes.
 
Tratamentos Estéticos – para realização de depilação, massagem relaxante, drenagem linfática, entre outros, deve-se aguardar um período mínimo para evitar problemas na circulação. Para saber o período mínimo indicado converse com seu médico, pois os intervalos variam de acordo com o porte da cirurgia realizada. Não tome nenhuma atitude duvidosa sem orientações de um Cirurgião vascular.
Voltar

Cadastre-se e receba nossa newsletter